Vídeo: O que é o índice de qualidade e como melhorar?

Ultimamente, tenho estado MEGA motivado para produzir mais conteúdo (e, é claro, de qualidade) para vocês! O meu objetivo é que entendas cada vez mais deste mundo INCRÍVEL do Marketing Digital e possas aplicar o que te transmito ao teu negócio!

Já sabes, RUMO AO SUCESSO

Nesse sentido, o tema que te trago hoje é algo que considero ser absolutamente fundamental, para quem tem ou pretende criar anúncios em Google Ads, mas que poucas pessoas conhecem, aindaCom efeito, um dos mitos sobre Google Ads em que muitas pessoas tendem a acreditar é que está associado apenas ao investimento financeiro que escolhemos fazer nas nossas campanhas.

Contudo, esse é apenas um dos fatores que pesam, quando o Google determina o nosso posicionamento nos resultados de pesquisa! O mais importante é, na verdade, o Índice de Qualidade atribuído pela Google, e é hoje que vais entender tudo sobre ele 😉

E acredita: saber o que é o Índice de Qualidade do Google Ads é absolutamente REVOLUCIONÁRIO!

Queres saber como? 😀

Ora vamos lá! Vou falar-te de 3 aspetos fundamentais para te tornares num expert neste tema! 

  • 1. Índice de Qualidade: O que é e como melhorar? [Definição e componentes]
  • 2. Como se ganha dinheiro com o Índice de Qualidade?
  • 3. Como controlar o Índice de Qualidade?

Neste vídeo, tens um resumo do conteúdo que podes encontrar escrito por mim, neste post!

 

 

Contudo, se queres aproveitar ao máximo esta carta de génio, e perceber, com mais detalhe, como é que o Índice de Qualidade funciona, vamos ao essencial:

1. Índice de Qualidade: O que é?

O Índice de Qualidade do Google Ads é uma classificação, atribuída pela Google, à qualidade dos teus anúncios do Google Ads, keywords (palavras-chave) e landing pages (páginas de destino). 

Em suma, trata-se de uma métrica que mede a importância das palavras-chave para quem pesquisa os teus negócios, produtos e/ou serviços.

Este índice constitui uma estimativa da qualidade dos elementos acima, e está compreendida numa escala de 1 a 10, numa progressão crescente em termos da qualidade identificada pela Google (1 é a pior classificação possível e 10, a melhor).

(Costumo dizer, inclusive, que 1 é mau de mais para ser verdade e 10 é o objetivo que devemos sempre aspirar!) 😀

Na classificação do teu anúncio, há vários pontos em jogo, nomeadamente certas extensões e outros formatos. Contudo, são 2 os grandes fatores em que te deves focar:

Para além do montante que investes, em leilão (CPC – Cost Per Click, ou custo por clique) pela keyword para a qual queres que o teu anúncio de Google Ads apareça, o que determina o posicionamento do anúncio em questão, nas páginas de resultados de pesquisa Google (por cima dos resultados orgânicos), é a tua classificação no Índice de Qualidade!

“Mas Marco, o que é, afinal, o Índice de Qualidade?”

Não te preocupes: vais descobrir agora mesmo!

Como será percetível pelo título desta secção e pela imagem abaixo, o Índice de Qualidade contempla várias componentes (que constituem os fatores considerados pela Google para avaliar a qualidade dos teus anúncios em Google Ads). São elas:

  • A) A CTR (Click-Through Rate) prevista;
  • B) A relevância do anúncio;
  • C) A experiência na página de destino.

Vamos lá, então, esclarecer o que isto é e por que razão deves preocupar-te em otimizar todas estas componentes:

  • A) A CTR (Clickthrough Rate) prevista

A CTR (Clickthrough Rate), ou Taxa de Cliques, é uma métrica de grande importância em  Search Engine Marketing (SEM), ou seja, SEO (Search Engine Optimization) e (Search Engine Advertising, que reflete o  rácio do número de pessoas que clicaram no teu anúncio, em relação ao número de pessoas que o viram.

Ora, a Google faz uma previsão da CTR que o teu anúncio em Google Ads terá, com base no que escreveres no anúncio e no histórico de anúncios. Para teres uma noção dos parâmetros em que a Google se baseia para estimar a CTR dos teus anúncios em Google Ads, estes incluem: os termos  – keywords – que usas, nos teus ads; a negativação, ou seja, os termos para os quais não queres aparecer; entre outros.

(Nota que a negativação aumentará, também, a tua CTR!… Diz-me, nos comentários, se gostarias que escrevesse sobre o que é a negativação e como ela é, muitas vezes, um trunfo muito importante, para as tuas estratégias de SEA).

  • B) A experiência na landing page (página de destino) relevância do anúncio

Já vimos que a CTR é essencial para garantires um bom desempenho dos teus anúncios em Google Ads. Porém, a sua experiência na página de destino é determinante!

A partir do momento em que a pessoa pesquisou um termo encontrado no nosso anúncio e clicou nele, é importante que a sua experiência na landing page selecionada corresponda às suas expectativas!

C) A relevância do anúncio

Os termos (keywords) que estás a levar a leilão estão relacionados com o que o utilizador pesquisou, ou não? 

A relevância do anúncio é avaliada nesta perspetiva: se o termo que o utilizador pesquisou estiver no anúncio, o anúncio em causa é considerado, pela Google, relevante! Faz sentido, porque estás a propor ao utilizador algo que corresponde àquilo que este procura, com a pesquisa que realizou!

Para garantires que as palavras-chave que escolheste são totalmente relevantes, deves ter em consideração os vários tipos de correspondência de palavras-chave. Sabes do que se tratam?

Através dos vários tipos de correspondências de palavras-chave, conseguirás definir os termos de pesquisa que podem ativar o teu anúncio, por exemplo, ao optares por uma correspondência ampla alcançarás uma maior número de pessoas, porém, se optares por uma correspondência exata, atingirás grupos mais específicos. Esta opção irá depender do objetivo primordial que definires para o teu anúncio, o teu foco está em alcançar uma maior notoriedade ou, principalmente, obter mais conversões?

Explico-te melhor os 4 tipos de correspondência de palavras-chave que existem:

  • – Correspondência ampla – Utilizada quando as palavras-chave não contêm “”, [], ou +.  Disponibiliza sinónimos, plurais, mudanças de género, e outras keywords relevantes relacionadas, qualquer que seja a ordem.

Este tipo de correspondência gera informações valiosas a curto e médio prazo sobre outras segmentações possíveis, ideias para campanhas, grupos de anúncios e palavras-chave negativas.

  • – Correspondência ampla modificada – Utilizada ao colocar um + antes de uma palavra-chave. Disponibiliza plurais, mudança de género, pesquisas relacionadas e outras palavras-chave relevantes, qualquer que seja a ordem das mesmas.

Esta é útil para teres um bom foco de palavras-chave, a médio prazo, sem te desviares muito das palavras-chave que são o teu alvo. A longo prazo, deverás mantê-la em campanhas com CPC (Cost Per Click, ou custo por clique) mais baixos.

  • – Correspondência de expressão – Utilizada ao colocar as palavras-chave entre aspas duplas. Disponibiliza anúncios quando um utilizador realiza uma pesquisa que contém a frase ou pequenas variações, podendo conter texto antes ou depois. Neste caso, as palavras-chave serão sempre mostradas no anúncio, desde que juntas e nessa mesma ordem.

  • Correspondência exata – Utilizada ao colocar as palavras-chave entre parênteses retos. Nota que, com este tipo de correspondência, apenas serão ativados os anúncios quando a pesquisa do utilizador corresponder exatamente à palavra-chave!

Há ainda 3 fatores cruciais que te permitirão estar bem-posicionado no ranking do Índice de Qualidade:

  • – Velocidade de carregamento da página:

A tua página demora mais do que 3 segundos a carregar? Podes estar a prejudicar-te! 

Páginas mais lentas traduzem-se, entre outros, em taxas de conversão mais reduzidas, menores números de visualização dessas mesmas páginas e, no fim de contas, num decréscimo da satisfação dos teus clientes.

E não é isso que queres, certo? 😜 (Se gostavas que fizesse um post a explicar com dicas sobre como podes melhorar a velocidade de carregamento da página, diz-me nos comentários!)

  • – Segurança

A tua página deve ter um certificado de segurança, para poder ter o melhor Índice de Qualidade possível! Deves atualizar o URL da tua página para que tenha, no seu início, https:// (ao invés de http:// apenas)! A Google quer proporcionar aos seus utilizadores a melhor experiência possível, e isso inclui certificar-se de que não serão prejudicadas, ao acederem à tua página, pelo que este é um aspeto essencial!

  • – Responsiveness (Adaptabilidade)

Este é um outro ponto de extrema importância: a tua página é acessível e funcional em qualquer dispositivo? Adapta-se aos vários tipos de dispositivos existentes (como smartphones, desktop, tablet, smart TVs)? Esse é, efetivamente, um outro fator visado na componente relativa à experiência da página de destino que deves ter em conta e pensar otimizar, para que a Google te dê a pontuação que tanto queres 😉

(Ficaste curioso em relação a como podes melhorar as tuas landing pages? Queres saber mais sobre elas? Não te esqueças de mo indicar, nos comentários, e farei um post inteiramente dedicado a esse tópico 😀 )

Excelente! Já entendemos o que é a métrica Índice de Qualidade do Google Ads e como ela é constituída, estás pronto para, finalmente, falar de lucro? 😉 É agora!

 

  • 2. Como se ganha dinheiro com o Índice de Qualidade?

Falemos, agora, de como podes lucrar com um bom Índice de Qualidade:

  • A) Um maior Índice de Qualidade vai melhorar o posicionamento do teu anúncio

Isto é o mais óbvio, tendo em conta a fórmula de cálculo da classificação dos anúncios de Google Ads que te mostrei, lá em cima.

Quanto maior for a classificação do teu anúncio, melhor será o teu posicionamento nos resultados de pesquisa. Ora, se estás mais bem-posicionado, a probabilidade de obteres mais conversões com o anúncio em causa é maior! 😉

  • B) O Índice de Qualidade vai influenciar o teu CPC (Cost Per Click)!

Como pudeste ver acima, a classificação dos teus anúncios de Google Ads dá-se por meio de uma função! É conjugação do produto do CPC pelo Índice de Qualidade (e, não te esqueças, do impacto de determinadas extensões e outros formatos):

Classificação do anúncio = F( CPC; Índice de Qualidade; Impacto de extensões e outros formatos)

Basta entender um pouco de matemática para perceber que, quanto maior for o teu Índice de Qualidade, menos vais ter de investir, em leilão CPC na keyword para a qual queres que o teu anúncio apareça, para que este tenha uma boa classificação, ou seja, um bom posicionamento! 😀

Daí ser tão importante procurares ter sempre o melhor Índice de Qualidade possível: pagar demasiado por clique (CPC elevado), para além de ser dispendioso, pode não valer, sequer, a pena.

Em suma, lembra-te disto: melhores anúncios custar-te-ão menos dinheiro! Vais ter de pagar menos, por cada clique no anúncio! Tal traduz-se, como é óbvio, numa maior probabilidade de gerares lucro a partir do tráfego relativo a essa campanha de Google Ads!

DICA SECRETA: Os anúncios que aparecem no topo da página de resultados de pesquisa da Google, acima dos resultados orgânicos, possuem um Índice de Qualidade superior ao dos anúncios de rodapé 😉 Nota: já não existem anúncios na lateral no Google Ads desde 2016 😛

  • C) Boas pontuações no Índice de Qualidade possibilitam-te o acesso a extensões diferenciadoras!

É verdade: precisarás de pontuações altas, no Índice de Qualidade, para poderes ter determinadas extensões – formas diferenciadoras de apresentação do anúncio (como de contacto, localização e classificação em estrelas, por exemplo) –  nas páginas de resultados de pesquisa!

Quanto maior for o teu valor do Índice de Qualidade, mais facilmente aparecerão estas extensões dos teus anúncios!

Como é simples perceber, se tens oportunidade de te destacares da concorrência, estás a aumentar a tua CTR (Clickthrough Rate) ou taxa de cliques, o que, potencialmente, te trará mais lucro! (Em breve, sairá um post sobre a CTR! Fica atento às minhas publicações, para saberes mais sobre esta métrica! =D)

  • D) Terás estimativas do investimento necessário (bid estimates) mais baixas (e realistas!)

O Google Ads apresenta-te, na página onde apresenta a listagem das palavras-chave que tens, estimativas do valor que deverás investir, em CPC, para cada um, se queres aparecer nos lugares cimeiros das páginas de resultados de pesquisa. Estes valores, ainda que sejam estimativas, são uma boa orientação para aquilo que deve ser o teu CPC. 

O que acontece quando tens, continuamente, um bom desempenho no Índice de Qualidade é que a Google vai ter isso em conta, nos momentos de elaboração destas estimativas. 

Sendo necessários menores CPC, quando os valores do Índice de Qualidade forem maiores, vais ter estimativas, por conseguinte, mais baixas e realistas, pelas quais te poderás guiar para colocar limites máximos aos teus investimentos!

 

  • 3. Como controlar o Índice de Qualidade?

O que muita gente não sabe é que nós podemos ir controlando sempre os nossos Índices de Qualidade e que os mesmos estão ao nível de todas as palavras-chave! 

“Mas onde posso ter acesso a eles, Marco?”

No Google Ads, temos a informação da pontuação que temos, na página onde as palavras-chave estão listadas, no nosso Índice de Qualidade decomposto em cada uma das suas componentes: o CTR previsto, a relevância do anúncio e a experiência da página de destino! 

No vídeo acima, podes ver, na prática, o local onde os teus Índices de Qualidade estão, no Google Ads, para além de teres todo o conteúdo sintetizado, de forma clara e rápida! 

Isto é extremamente útil, pois permitir-te-á ver em que pontos, em específico, tens de melhorar, para cada termo de pesquisa, de modo a que o teu Índice de Qualidade, de forma global, aumente para os valores de topo!

O fantástico é que estes valores estão permanentemente disponíveis, pelo que podes (e deves!) ir controlando a tua pontuação em cada um deles para te certificares de que estás a tirar o máximo proveito possível dos teus anúncios de Google Ads!

E já está! 😀

Agora, tens (quase) tudo o que precisas para tirar o máximo proveito do Índice de Qualidade e otimizares os teus anúncios de Google Ads, tornando-os o mais rentáveis possível!… Sabes por que disse “quase”?…

Porque para ti, que ficaste até ao fim, tenho as minhas…

 

DICAS EXTRA! – Como otimizar o Índice de Qualidade 😀

Cá estão elas:

  • – Agrupa palavras-chave e anúncios similares no mesmo grupo de anúncios;
  • – Efectua testes A/B para aferir qual a página de destino que tem melhor desempenho;
  • – Inclui chamadas para a ação nos teus anúncios (“Contacte-nos”, “Compre Agora”, “Portes Grátis”);
  • – O URL de destino deve estar o mais relacionado possível com o conteúdo do anúncio;
  • – Melhora o tempo de carregamento da página de destino.

E não te esqueças que a otimização deve ser algo contínuo, pelo que deves, entre outras medidas:

  • Evitar pesquisas que não tenham nada a ver com o teu negócio;
  • Potenciar as palavras-chave e os anúncios que tenham melhor desempenho;
  • Adicionar palavras-chave negativas às campanhas e grupos de anúncios;
  • Testar, medir e testar de novo! 😉

Agora, sim! 😀 Já estás equipado para arrasares nos teus Índices de Qualidade!

Agora, quero saber: que questões te foram surgindo? Há algum tópico ou conceito que tenha abordado que te tenha despertado curiosidade ou que não conheças? Não deixes de mo indicar nos comentários, para que te possa esclarecer! Terei todo o gosto em fazê-lo! 😀

Em breve, trar-te-ei mais conteúdos incríveis para que te possas tornar num expert em Marketing Digital!


 

Entretanto, se mal podes esperar pelo próximo post e queres aprender mais sobre Marketing digital…  Sugiro-te um excelente ponto de partida: o livro Marketing Digital para Empresas!

 

Livro Marketing Digital EmpresasCom uma abordagem abrangente, que cobre não só SEO, Google Ads e Analytics, como também outros tópicos – pelo e-mail marketing e redes sociais – este livro é um aliado incrível para ti!

Escrito por 6 profissionais muito reconhecidos no Marketing Digital, em Portugal (entre os quais, me encontro), este é um livro muito útil que te vai ajudar a implementar ou otimizar o teu negócio online.

Se te quiseres ir cultivando, podes adquirir o livro de marketing digital para empresas clicando aqui 👈

Solicitar Orçamento

Procura um Consultor com vasta experiência na área do Marketing Digital, focado em alcançar objectivos e em aumentar o ROI dos seus Clientes? Não hesite:

Subscreva a newsletter!

    Siga este link para aceder a Política de Privacidade
No Comments

Comente

Mais artigos

Ver todos os artigos