O que é SEO?

16

Quantas vezes já te perguntaste o que é SEO?

Existem imensas pessoas com esta questão e a realidade é que nem sempre conseguem obter uma resposta clara. A minha intenção com este artigo é ajudar-te a clarificar o significado de SEO.

Se estás a ler este artigo, é porque, pelo menos, tens curiosidade sobre o tema! Certo?

Hoje em dia quase qualquer pessoa interessada em saber mais sobre Marketing Digital se pergunta: o que é efectivamente SEO? Em que é que me vai ajudar em termos estratégicos nesta área tão vasta que é o Marketing Digital? Vale a pena investir o meu tempo em SEO?

A realidade é que ao longo dos anos tenho vindo a escrever vários artigos no meu blog sobre SEO mas faltou-me, até agora, escrever um artigo sobre a definição de SEO. Vamos a isto?

Qual é o significado de SEO?

A abreviatura de SEO significa Search Engine Optimization, numa tradução literal para português equivale a Optimização para os Motores de Pesquisa. Mas será que só isto demonstra o real significado de SEO? Tenho para mim que é escasso!

Uma possível definição de SEO, e já mais ilustrativa, poderia ser a seguinte: SEO é uma disciplina que envolve a aplicação de uma série de técnicas tanto dentro, on-page, quanto fora, off-page, de uma página específica com o objectivo de optimizar a sua visibilidade nos resultados orgânicos de diferentes motores de pesquisa.

Em 2012, numa das minhas palestras sobre Marketing Digital, construí a minha própria definição de SEO:

“O SEO é a arte de alcançar tráfego gratuito e qualificado que gere conversões.”

Esta é uma definição que desde lá até agora me tem acompanhado em todas as minhas formações de SEO.

Resumindo SEO é um conjunto de acções destinadas a melhorar a posição de uma página, ou conjunto de páginas, do nosso website nos resultados de pesquisa dos motores de busca para os termos específicos utilizados pelos diferentes tipos de utilizadores com o objectivo de amplificar a visibilidade da nossa marca, o tráfego na página, a possibilidade de monitorização e o mais importante de tudo: aumentar conversões!

Nota que quanto melhor for a posição da tua página para um determinado termo na página de resultados de pesquisa SERP (Search Engine Results Page), em teoria, mais visitantes vindos de motores de busca terás o que deverá elevar a probabilidade de conseguires mais conversões.

Por exemplo:
Quando um utilizador pesquisa no Google pelo termo: consultor de marketing, o motor de pesquisa mostra, por ordem hierárquica, as páginas que se referem a consultores de marketing. Neste caso, o utilizador provavelmente realizou a pesquisa para encontrar um consultor de Marketing em Portugal.

Consultor Marketing Marco Gouveia

As palavras pesquisadas, consultor e marketing, são aquelas – em conjunto com as suas declinações – que o Google vai utilizar para encontrar páginas indexadas na sua base de dados, e as que melhor atenderem a estas características serão colocadas por ordem de acordo com os parâmetros específicos do seu algoritmo.

O que é então SEO?

Sou suspeito pois trabalho, fez a 24 de Novembro de 2017, há 14 anos em SEO e é a minha grande paixão dentro do Marketing Digital mas para mim SEO é uma das áreas mais importantes dentro do Marketing Digital porque é com base na optimização dentro e fora da tua página que vão depender os teus resultados. O website deve estar no epicentro de tudo o que fazemos em termos de Marketing no Digital. Tendo isto por base, quanto melhor optimizado estiver melhor. Concordas?

Além disso, como mencionei em outros artigos, há muitas pessoas que querem começar a melhorar a visibilidade dos seus websites ou blogs, mas revelam alguma dificuldade em saber por onde começar.

O objectivo deste artigo é então o de explicar o que é o SEO e também expor que tipos de técnicas básicas existem e o que fazer para tirar o máximo proveito delas. Vamos lá!

Porque é tão importante melhorar as posições nos motores de busca?

Porque dificilmente um utilizador vai para a 2.ª página de resultados de pesquisa do Google ou qualquer outro motor de busca para encontrar as informações de que necessita.

Existe inclusive uma expressão muito popular entre os profissionais de SEO, apesar de mórbida, que é a seguinte:

“O melhor local para se esconder um cadáver é na segunda página de resultados do Google!”

Isto porque efectivamente o mais provável é que o utilizador clique directamente nos primeiros resultados que encontrar optando por deixar de visitar mais páginas.

Alguns factores importantes quando se fala de posicionamento SEO

Os motores de busca têm mais de duas centenas de parâmetros em conta na análise e posicionamento de uma página, dependendo do grau de conformidade com a solicitação de pesquisa introduzida.

Entre elas estão os seguintes factores:
Experiência do utilizador: hoje, este é um dos factores que os motores de busca consideram para posicionar ou manter uma posição, uma vez que se baseia na experiência dos visitantes;

Relevância do conteúdo: é a relação que o conteúdo de uma página tem relativamente a uma pesquisa particular, ou seja, muito mais do simplesmente a correspondência directa entre a palavra pesquisada e o conteúdo da página. Existem centenas de factores on-page relacionados com a qualidade da mesmo para posiciona-la.

Autoridade do site e da página: Este critério assenta, basicamente, sobre a visibilidade de um site/página. Isto porque quanto mais popular for mais importância será dada ao conteúdo do mesmo.

Todos estes factores são de particular relevância para a utilidade, ou falta dela, do conteúdo para os utilizadores.

Os factores que afectam a posição de uma página nos motores de pesquisa podem ser divididos em dois grandes blocos de factores:
On-Page
Off-Page

Factores de optimização interna para considerar em SEO

Optimização interna, on-page, refere-se especialmente à estrutura interna das páginas, incluindo o desenvolvimento da qualidade geral e dos seus benefícios. Mais comummente designado como arquitectura de informação!

São relevantes para optimização on-page a estrutura da informação do website, o tempo de carregamento, a percepção da qualidade do conteúdo, do ponto de vista do utilizador e, claro, a qualidade geral das páginas.

Em relação ao conteúdo, é importante criar textos originais em cada página e deixar de optimizar com base na densidade de palavras-chave. Hoje, os algoritmos dos motores de busca executam análises de texto para detectar possível spam. O efeito de keyword stuffing deve ser evitado ao máximo!

O que é isso do keyword stuffing?

Fica aqui um vídeo bem ilustrativo e que utilizo, desde 2012, nos meus cursos de SEO:

Factores de comportamento do utilizador

Existem vários factores que são utilizados para monitorizar o comportamento dos utilizadores, mas para mim, dois dos mais relevantes são:
• O CTR que os nossos resultados têm num motor de busca;
PogoSticking.

Dentro de uma página considerem também:

Os cabeçalhos das páginas <h1> <h2>, <h3>, optimização e linkagem interna, title tag e meta description, optimizar o código HTML da página, a estrutura de URLs e por aí adiante…

Factores de optimização externos a considerar em SEO

Agora avanço para os principais métodos de optimização externos onde a qualidade e o número de ligações externas recebidas, backlinks, é fundamental. Algumas das possíveis técnicas:
• Utilização de serviços externos;
• Publicações externas;
• Uso de redes sociais;
• Criação de blogs;
• Notícias e comunicados de imprensa.

Quais os factores que podem prejudicar o posicionamento da página?

Boa! Até agora vimos, em conjunto, o que é SEO – e até conseguimos encontrar uma definição para o seu real significado – e algumas das melhores práticas. Vou referir agora factores que podem afectar negativamente o posicionamento da página.

Entre os mais importantes estão:
• Número excessivo de links pouco naturais;
• Fraca usabilidade;
• Páginas que levam muito tempo a carregar;
• Respostas do servidor incorrectas.
• Conteúdo duplicado dentro do website;
Keyword stuffing;
Cloaking;
• Entre outros…

Como vês, ter em conta os factores “positivos” de optimização externa e interna é insuficiente. Evitar os factores “negativos” é também de extrema importância.

O Marketing Digital está em constante expansão e mutação e isto obriga os profissionais e empresas de SEO a estarem atentos porque há sempre algo novo para experimentar e aprender tanto nos factores positivos como nos negativos. Nunca deixes de ter isto em mente!

Extras: ferramentas para ajudar na estratégia

Como sabes, há agora uma série de ferramentas de SEO. Entre elas quero mencionar algumas das ferramentas gratuitas da Google como:
Google Keyword Planner
Google Search Console (Ferramentas do Google para webmasters)
Google Trends.

Ficou mais claro para ti o que é SEO? Partilha comigo a tua opinião através dos comentários ou nas redes sociais, por favor!

16

Consultor de Marketing Online e Search Engine Marketing, nos portais de E-commerce Pestana.com e Pousadas.pt, com foco na Optimização de Sites para os Motores de Busca, SEO, gestão de campanhas Google Adwords, SEA, e dinamização de Redes Sociais.

    2 Comments

    Solicitar Orçamento

    Procura um Consultor com vasta experiência na área do Marketing Digital, focado em alcançar objectivos e em aumentar o ROI dos seus Clientes? Não hesite:

    Subscrever Newsletter

    2 Comments
      • Martim
      • 20 de Dezembro de 2017
      Responder

      Estou ainda a tentar perceber como, ou melhor, de que forma, um escritor e produtor de conteúdos se deve posicionar relativamente ao SEO.

      • Responder

        Olá Martim, tudo bem?

        Os produtores de conteúdos são os que genuinamente melhor fazem SEO porque ao escreverem com qualidade estão a responder às necessidades do utilizador e quando isso acontece existe uma probabilidade alta desse mesmo utilizador partilhar e/ou recomendar esse conteúdo e é isso que no fim fará com que se consigam posicionar bem as páginas! Do outro lado, fica a parte de monetização do tráfego. É esta a minha visão assim resumida 😉

        Abraço

    Comentar

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    Mais artigos

    Ver todos os artigos