8 Tipos de Estratégias de Retargeting

O Retargeting consiste em impactar utilizadores que visitaram previamente o vosso website com anúncios de texto, imagem ou emails de forma a dar-lhes razões para visitarem o vosso website de novo. Este processo, possível através da adição de cookies ao browser dos utilizadores ou através da captura dos respectivos emails, tem como objectivo tornar estes potenciais compradores em compradores.

A CMO.com publicou um estudo que demonstra a influência que as campanhas de Retargeting têm na melhoria da conversão. Para mim, as conclusões principais são as seguintes:

  • O Retargeting pode melhorar a resposta aos anúncios em cerca de 400%.
  • O CTR médio de campanhas de Retargeting em Display é 10 vezes superior ao CTR médio de campanhas de Display.
  • Os visitantes alvo de campanhas de Retargeting são 70% mais prováveis de efectuar uma conversão do que os restantes.

Tendo em conta a importância do Retargeting para o sucesso das vossas campanhas, neste artigo proponho-vos uma lista de 8 tipos de estratégias Retargeting a que podem recorrer:

  1. Retargeting Sequencial: Esta técnica é ideal para os anunciantes com um ciclo de venda longo ou com um processo de compra complexo. Consiste em variar a mensagem do anúncio e da página de destino de acordo com o passo do funil em que cada utilizador se encontra, de forma a incentivá-lo a seguir para o passo seguinte.

 

  1. Retargeting Temporal: Imaginem que é mais provável que a vossa audiência compre os vossos produtos uma semana após ter visitado o website. Neste caso, pode fazer sentido mostrar anúncios de Retargeting com 10% de desconto, por exemplo, aos utilizadores que visitaram o vosso website há uma semana; outros com 15% de desconto a quem visitou o vosso website há duas semanas; etc.. Não se esqueçam de excluir as audiências que já compraram o produto, para que estas não vejam os anúncios com descontos superiores.

 

  1. Retargeting para Up-Selling: Alguém que já efectuou uma compra no vosso website tem uma probabilidade mais elevada de voltar a comprar do que qualquer outro utilizador. De facto, mais de 40% da receita total de websites eCommerce nos EUA resultam de clientes cujas compras são repetidas e, de acordo com a Adobe, estes clientes tendem a gastar 5 vezes mais do que um cliente que compra pela primeira vez. Assim, pode fazer sentido para o vosso negócio impactar clientes que já estiveram nas vossas páginas de confirmação de compra com ofertas sobre esses produtos em questão.

 

  1. Retargeting para Cross-Selling: Tal como faz sentido incentivar compradores de um certo produto a comprar maior quantidade desse mesmo bem com anúncios Retargeting para Up-Selling, também pode ser uma boa opção impactar esses compradores com anúncios sobre produtos complementares. Por exemplo, se um cliente comprou uma máquina de café, existe uma maior probabilidade de estar interessado em também adquirir cápsulas de café.

 

  1. Retargeting através de CRM: Este tipo de campanhas destina-se a empresas que têm bases de dados de clientes ou potenciais clientes. Nestes casos, poderão ser criadas campanhas de Retargeting através dos emails: importa-se a lista de emails na plataforma pretendida (redes sociais ou AdWords, por exemplo) e todos os clientes que tiverem o login feito com esse mesmo email serão impactados com anúncios personalizados.

 

  1. Retargeting para Audiências Semelhantes (Campanhas Lookalike): Existem plataformas, como Facebook e AdWords, que conseguem impactar uma audiência semelhante àquela que visitou uma determinada página (a de confirmação de compra, por exemplo). Este tipo de campanha de Retargeting permite-vos alcançar novos utilizadores, fazendo crescer a vossa marca, mas sem descurar o objectivo de ROI.

 

  1. Retargeting Dinâmico: Existem várias plataformas, como AdWords e AdRoll, que permitem a criação de anúncios dinâmicos. Ideal para quem vende muitos produtos e/ou serviços, o Retargeting Dinâmico recorre a um shopping feed que junta imagens, preços e disponibilidade. Isto permite mostrar instantaneamente essa informação em forma de anúncio na Rede de Display da Google e de Redes Sociais como Facebook e Twitter. Os Cookies têm em conta as páginas de produto que foram visitadas, de forma a mostrar anúncios sobre produtos nos quais os visitantes já demonstraram interesse.

 

  1. Retargeting no Website: Existem vários tipos de Retargeting no Website. Um dos mais comuns é aquele que impacta os visitantes com um popup quando estes tentam deixar o website, tendo em mente incentivá-los a completar a acção que o anunciante tem como objectivo (efectuar uma compra, preencher um formulário, subscrever uma newsletter, etc.).

A que outras estratégias de Retargeting já recorreram? Quais foram os resultados?

  • 20 de October de 2016
  • Blog

Consultor de Marketing Online e Search Engine Marketing, nos portais de E-commerce Pestana.com e Pousadas.pt, com foco na Optimização de Sites para os Motores de Busca, SEO, gestão de campanhas Google Adwords, SEA, e dinamização de Redes Sociais.

No Comments

Solicitar Orçamento

Procura um Consultor com vasta experiência na área do Marketing Digital, focado em alcançar objectivos e em aumentar o ROI dos seus Clientes? Não hesite:

Subscrever Newsletter

Os campos assinalados com o * devem ser preenchidos, por favor!
No Comments

Comentar

Mais artigos

Ver todos os artigos