5 Dicas Para Criar Landing Pages de Alta Conversão

Estás à procura de uma forma eficiente de conseguires mais leads – formulários de contacto, chamadas telefónicas – e/ou vender produtos? Queres entrar no mundo do marketing de afiliados? Se sim, certamente já te deparaste com a necessidade de criar uma landing page, correto?

Existem muitas dúvidas em torno deste assunto e por isso mesmo decidi criar este artigo para esclarecer as principais questões e dar algumas sugestões.

Uma landing page é, basicamente, uma página que visa a conversão! Isto porque apesar de qualquer página de aterragem de um site ser uma landing page aqui são tidos em conta vários outros pormenores que na maioria dos casos não são valorizados nas outras páginas.

Numa landing page todos os elementos que são inseridos têm como finalidade fazer com que um utilizador se torne Cliente ou tenha a noção clara da grande oportunidade que tem à sua frente.

Atualmente, uma landing page tem um papel fundamental em praticamente todas as estratégias de marketing digital seja para venda de produtos online ou mesmo para negócios físicos que querem trabalhar campanhas de conversão para atração de novos clientes.

O grande desafio é o de agregarmos numa landing page a nossa estratégia sem a encararmos como mais uma página do site!

Para criar este tipo de página existem elementos fundamentais que não podem deixar de ser levados em consideração. No entanto, não adianta de nada colocarmos todos os elementos necessários se não existir uma estratégia muito bem traçada para alcançarmos os objetivos pré-definidos.

É justamente isso que quero transmitir neste artigo e por isso mesmo vou listar aqui algumas dicas para criares páginas de alta conversão.

Pronto para começar?

Afinal, o que é uma landing page?

Antes de começarmos a examinar técnicas avançadas devemos conhecer o conceito. Por isso mesmo nada melhor do que compreender definitivamente o que é uma landing page.

Se traduzirmos literalmente o termo de inglês para português teríamos uma “página de aterragem”! Isto é, a página utilizada pelo utilizador para entrar num site.

Se reparares no Google Analytics este termo já existe mas a tradução acabou por ser: página de destino.

Esta é a definição literal do termo mas não é desta forma que devemos circunscrever uma landing page. Devemos avalia-la sim como parte integrante de uma estratégia de marketing digital e nessa estratégia esta plataforma é conhecida como página de conversão.

É possível perceber, de uma forma clara, que numa landing page existem muitos menos elementos e possibilidades de distração para o utilizador do que num site normal. Isto não ocorre por acaso, o ambiente é totalmente preparado para induzir o utilizador ao objetivo final que é a conversão.

Neste momento, deves estar a perguntar-te: quais são esses elementos? Será que já me deparei com eles anteriormente e nem dei conta?

As técnicas de conversão são utilizadas para essa finalidade: apelos mentais, técnicas de persuasão e outros elementos fazem parte de uma boa landing page.

Queres conhecer alguns deles?

Elementos que fazem com que uma landing page tenha alta taxa de conversão

Sempre que o tema é a construção de uma landing page ou algo mais focado em conversão, a maioria das pessoas fica com a ideia de que vai ser algo super complexo de ser feito, mas acredita, que é bem mais simples do que possas imaginar.

Criar uma landing page não é um bicho de 7 cabeças e o investimento até pode ser relativamente baixo se for feito por ti ou recorrendo a uma boa agência de Marketing Digital. Existem inclusive diversas ferramentas que te possibilitam criar este tipo de páginas com muita facilidade. Irei mencionar algumas delas mais à frente neste artigo.

Nada do que vou mostrar aqui, e agora, é um segredo bem guardado há anos e a 7 chaves, na verdade, até já deves conhecer muitos destes elementos. Podes é não estar a reunir todas as informações num único local.

Foi a pensar nisso que separei alguns dos principais elementos que fazem a diferença no momento de criarmos uma landing page.

Presta bastante atenção a cada um deles!

Título e Subtítulo da Oferta

Recentemente foi elaborado um estudo, por um grande site especializado em copywriting, que indica que 8 em cada 10 pessoas só olham para a frase inicial da página.

Tens ideia do que isto demonstra?

APENAS duas pessoas têm interesse em ler o que está escrito no resto da página. Ou seja, se não conseguires prender a atenção nos instantes iniciais, vais perder a conversão.

Com esta informação em mãos é possível entender a importância que o título e o subtítulo da oferta têm numa landing page, concordas? Logo, é obrigatório conseguirmos entregar completamente a nossa proposta de valor no momento de entrada!

É fundamental que se crie algo que faça com que o utilizador sinta a necessidade de ler mais informações sobre o nosso produto, marca ou serviço. Caso contrário, é ele que vai perder a oportunidade que está mesmo à sua frente.

Este é teu primeiro desafio!

Escolher as imagens certas

Numa landing page a utilização de imagens é primordial e por isso devem ser utilizadas sempre que possível.

Faz uso de uma ilustração para quebrar o conteúdo sempre que for conveniente, no entanto, é preciso ficares atento para que todas as imagens utilizadas sejam contextualizadas e espelhem completamente a oferta.

Este não é o momento nem o local para se utilizarem imagens generalistas ou que não demonstrem sentimento. Queremos que o utilizador sinta o que estamos a promover!

Se tivermos, por exemplo, um e-book ou algum tipo de aplicação, tenta mostrar as imagens da forma mais natural possível para que seja transmitida toda a credibilidade e autenticidade necessária ao potencial Cliente.

Conteúdo da oferta

Todas as landing pages precisam de ter conteúdo atrativo e que consiga transmitir o valor da oferta de forma inequívoca. Como referi acima, apenas 2 em cada 10 utilizadores vão ler a página toda, mas se ela não estiver bem estruturada, com os apelos certos, é possível que as conversões acabem por nem ocorrer…

Para escreveres um conteúdo que seja atrativo é preciso respeitar as boas práticas. Sabes quais são? Caso não saibas, vais passar a conhece-las agora:

    • – Sempre que possível utiliza bullets points, ou seja, listagens. Elas tornam a leitura muito mais rápida e mais agradável;

 

    • – Não escrevas conteúdos muito grandes ou corridos, é difícil de ler e o utilizador acaba por desistir. Opta por quebrar as linhas em pequenos blocos de texto;

 

    • – Deixa parte do conteúdo em destaque;

 

    • – Refere bem as vantagens competitivas do teu produto, serviço ou marca face aos outros! Em que é que ele se destaca? Prova que é efetivamente melhor. Faz isto de modo a conseguires transmitir a experiência e todas as vantagens do produto da forma mais assertiva e correta possível.

 

Caso reconheças que a oferta é muito complexa, podes optar por oferecer parte do conteúdo ou ainda, gravar um vídeo explicativo para deixar as informações mais claras.

O Formulário

O momento em que o utilizador decide preencher o formulário é aquele em que a conversão vai ter de acontecer! Por isso mesmo não te podes dar ao luxo de perder esta oportunidade, brindado o utilizador com um formulário extenso que acaba por desestimular o seu preenchimento.

Costuma-se verificar que quanto mais áreas de preenchimento, menores são as probabilidades de conversão. Logo, pensa nas principais informações de que realmente precisas.

Recomendo nome e endereço de e-mail, mais nada!

Elementos adicionais

O que referi acima são elementos base que devem, obrigatoriamente, estar presentes numa landing page, no entanto, existem muitos mais que se podem e devem explorar. Isto porque existem elementos que não são obrigatórios porém quando utilizados tendem a aumentar a taxa de conversão.

Para começar este exemplo quero-te confidenciar que gosto muito de utilizar setas ou imagens que orientem o utilizador para a direção para a qual pretendo que olhem para fazerem a conversão, seja ele um botão, um número de telefone ou um formulário.

Acredito que esta questão influencia, beneficia e simplifica e por isso mesmo aumenta a taxa de conversão.

A prova social é outro dos elementos que pode ser agregado à landing page e que funciona muito bem. Quando lê-mos a opinião de outros consumidores que já passaram pela mesma situação que nós, é comum que nos passemos a sentir mais confortáveis, verdade?

Sempre que possível, coloca opiniões e comentários de quem já utilizou o produto ou serviço e obteve benefícios positivos.

E por fim, o apelo à urgência! Este é daqueles elementos que funciona muito bem numa landing page. Quando estimulamos um utilizador a pensar e agir rápido, estamos a criar todas as condições para que ele tenha o impulso de finalizar a ação e isso aumenta exponencial o número de conversões. Quem é que quer ficar de fora de uma excelente oportunidade? E se ela não se repetir? Como é que nos vamos sentir? Estas são algumas das questões que são semeadas na mente do utilizador.

Foi tranquilo compreender os elementos mais importantes de uma landing page, certo? E agora, como criamos uma?

Como criar uma landing page?

Lá vai o tempo em que para se criar uma landing page era preciso contratar um mega programador e investir um valor altíssimo. Atualmente existem plataformas que te auxiliam nesta criação de uma forma muito simples e prática.

Entre elas estão as seguintes plataformas:
Unbounce;

Instapage;

Leadpages;

Launchrock.

Claro que estes gestores de conteúdos vão ter templates prontos e limitados. Mas a realidade é que vão ao encontro das necessidades da maioria dos negócios.

Agora se o pretendido for algo diferenciador e mais personalizado vai ser necessário, ou investires tempo a aprender ou, recorrer a um programador que nos possa ajudar a desenvolver a landing page de acordo com os parâmetros que desejamos.

Para finalizar este artigo, aconselho que antes de colocares a landing page online, faças uma lista com todas as informações e elementos que citei, ou seja, uma espécie de checklist.

Verifica que não te esqueceste de nenhum deles porque caso contrário podes estar a abrir mão de boa uma parte das conversões!

Ficaste com alguma dúvida sobre este tema ou queres colocar alguma pergunta sobre landing pages que não mencionei? Deixa, por favor, um comentário abaixo e responderei o mais rapidamente possível.

Convido-te a ficares sempre de olho nos novos conteúdos, ou a subscreveres a minha newsletter, prometo trazer conteúdos que têm como objetivo agregar valor ao teu trabalho do dia-a-dia.

Consultor de Marketing Online e Search Engine Marketing, nos portais de E-commerce Pestana.com e Pousadas.pt, com foco na Optimização de Sites para os Motores de Busca, SEO, gestão de campanhas Google Adwords, SEA, e dinamização de Redes Sociais.

Solicitar Orçamento

Procura um Consultor com vasta experiência na área do Marketing Digital, focado em alcançar objectivos e em aumentar o ROI dos seus Clientes? Não hesite:

Subscreva a newsletter!

    Siga este link para aceder a Política de Privacidade
No Comments

Comente

Mais artigos

Ver todos os artigos