Google Shopping: O Que É e Como Anunciar?

Anunciar com o Google Shopping é algo que as empresas, por vezes, acabam por menosprezar. Felizmente para nós, isso significa que a concorrência nesta plataforma é menor e conseguimos mais facilmente obter maiores lucros!

Por isso, se já fazes anúncios em Google Ads, aconselho-te a explorares igualmente o Google Shopping.

Vais ver como é simples. Juntos, vamos entender:

O que é o Google Shopping?

O Google Shopping é uma plataforma pertencente à Google que permite aos anunciantes promover melhor os seus produtos, aumentar o número de visitas aos seus websites ou plataformas e-Commerce e chegar mais facilmente a potenciais clientes.

As campanhas de Google Shopping possibilitam que os anúncios sejam exibidos no Google com a foto do produto, título, preço e nome da loja. Além disso, a própria disposição dos anúncios em Google Shopping facilita ao utilizador a comparação entre produtos semelhantes.

Tendo em conta que o utilizador é impactado com esta informação ainda antes de clicar no anúncio, é possível obter visitas mais qualificadas. Por exemplo, se o preço for demasiado elevado face à expectativa do utilizador, este à partida não clicará no anúncio.

O Google Shopping é um excelente canal de vendas para produtos de várias categorias, nomeadamente, livros, eletrodomésticos, vestuário, calçado, entre muitos outros! 😀

Para além de ser um formato de anúncio bastante orientado para a conversão, o Google Shopping tem também um impacto gigante nas campanhas de pesquisa paga que uma marca gere. Isto porque, em muitos casos, acaba por nem dar oportunidade para resultados de anúncios de texto surgirem (sobretudo em mobile).

As campanhas Google Shopping estão disponíveis no Google Ads.

👉Se quiseres saber mais sobre Google Ads, podes ler os meus artigos sobre O Que É o Google Ads e Como Criar o Anúncio Perfeito em Google Ads!

Onde surgem os Anúncios Google Shopping?

É ainda importante mencionar que as campanhas Google Shopping permitem mostrar anúncios nos seguintes locais:

  • Google Shopping (no Chrome, passou a existir uma divisória chamada “Compras”);
  • Rede de Pesquisa Google (por cima dos anúncios de texto tradicionais);
  • Google Imagens;
  • Rede de Display Google (websites, blogs, Gmail, Youtube);
  • Rede de Parceiros de Pesquisa Google (Google Maps, IOL, SAPO, etc.).

Apresento-te, em baixo, alguns exemplos:

Google Shopping

Rede de Pesquisa

Google Imagens

Vantagens do Google Shopping

Tráfego qualificado

Os anúncios Google Shopping são apresentados no momento em que um utilizador realiza uma pesquisa. Isto significa que eles surgem quando já existe um interesse do utilizador para comprar algo, certo? 

Ora, um interesse do utilizador por um produto ou categoria específica denota, normalmente, uma alta intenção de comprar. 

Além disso, os anúncios Google Shopping permitem, como já sabes, mostrar mais informação ao utilizador, para que seja mais fácil para ele tomar a decisão de compra, mesmo antes de clicar no anúncio.

Tudo isto aumenta a probabilidade de conversão, na medida em que os utilizadores já têm ideia do que vão encontrar ainda antes de clicarem no anúncio. Assim, quando o fazem, é porque querem mesmo comprar. 😀

 

Possibilidade de Otimizar

As campanhas de Google Shopping podem (e devem) ser otimizadas, aprimorando a sua configuração. Se uma campanha não estiver a ter o resultado pretendido, podes sempre otimizá-la! Testar é a chave.

 

Maior alcance

A melhor maneira de um anúncio aparecer mais do que uma vez em anúncios Google Ads é através do Google Shopping. Assim, é possível aparecer nos anúncios de texto e em anúncios de Google Shopping em simultâneo!

Acrescenta-se ainda como benefício que o anunciante, com o Google Shopping, pode ter vários anúncios para uma mesma pesquisa, aumentando a probabilidade de o utilizador os escolher. Não é fantástico? 😮

Para além disto, os anúncios Google Shopping podem ainda ser apresentados em vários canais, como já viste acima! 

 

#DicaNinja: Os anúncios que surgem na rede de Display do Google, que inclui o Youtube e o Gmail, podem tornar-se em campanhas de Smart Shopping. O que é isto? São campanhas “inteligentes” nas quais o Google recorre a machine learning para exibir os anúncios aos utilizadores com maior potencial de compra.

 

Gestão de Campanhas Fácil e Rápida

O Google Shopping utiliza feeds de dados do Merchant Center para mostrar as informações sobre os produtos nos anúncios. Desta forma, deixa de ser necessário definir palavras-chave para os ativar, contrariamente ao que acontece nos anúncios de texto.

Nas campanhas de Google Shopping é ainda possível definir o lance ao nível de cada produto, marca e categoria, bem como definir palavras-chave negativas. Mas isto não é algo novo para quem já trabalha com Google Ads, não é? 😉

 

Anúncios Mais Apelativos

Quando um utilizador realiza uma pesquisa, os anúncios do Google Shopping apresentam simultaneamente imagens e preços. 

Ora, isto é uma grande vantagem relativamente aos anúncios de texto, nos quais o anunciante tem de usar técnicas de copywriting e propostas de valor muito fortes para captar a atenção do utilizador (como descontos ou portes de envio gratuitos, por exemplo) para ser bem-sucedido. 

Não concordas? 🤔

Com o Google Shopping, basta uma boa fotografia que ilustre o produto, ou uma imagem apelativa, para os anunciantes atraírem os utilizadores para o seu e-Commerce!

 

Como Anunciar no Google Shopping?

Muito resumidamente, para anunciares no Google Shopping, precisas de:

  • Ter um website e-Commerce que venda produtos físicos;
  • Ter uma conta Google Ads e uma conta Google Merchant Center;
  • Criar um Feed Google Shopping e carregá-lo regularmente no Merchant Center;
  • Ter um processo de checkout seguro;
  • Definir políticas de devolução e reembolso;
  • Apresentar informações de contacto (morada, email e telefone);
  • Apresentar termos e condições de faturação;
  • Definir opções de entrega na morada indicada pelo cliente.

 

Para que entendas melhor, vou apresentar-te um passo-a-passo para começares a anunciar no Google Shopping! 👇👇

 

1º Passo: Criar um Feed Google Shopping 

Isto permitirá informar o Merchant Center acerca dos produtos disponíveis, de forma a combinar a pesquisa de um utilizador com os anúncios apresentados, assegurando que os produtos mostrados são os mais relevantes para aquela situação. 

Este é um dos passos mais importantes do processo e ao qual deve ser dada uma atenção especial, visto que em última análise será o Feed Google Shopping a determinar o sucesso das campanhas. Isto porque as campanhas Google Shopping não têm palavras-chave associadas (embora possas definir palavras-chave negativas), sendo então o Feed Google Shopping a decidir como e onde mostrar os teus anúncios.

 

2º Passo: Conectar a conta Google Ads com a conta Google Merchant Center

Apenas a conta Google Merchant Center pode pedir esta ligação (o convite irá aparecer nas definições da vossa conta Ads, na divisória Contas Associadas – Merchant Center). Logo que este convite seja aprovado, diversas informações irão ser partilhadas entre as duas contas.

 

O restante processo deve ser efetuado da seguinte forma:

  1. Entrar no Google Ads > Ir à divisória relativa a campanhas > Clicar no botão +Campanha > Clicar na opção Shopping.
  2. Preencher nome da campanha e indicar se queres copiar as definições de uma campanha já existente.
  3. Definir qual a conta Google Merchant Center à qual a campanha deve estar associada (não poderão ser efetuadas mudanças após a criação da campanha).
  4. Indicar que produtos se pretende anunciar nesta campanha. No fundo, indicas um determinado país e – com base na informação carregada no Google Merchant Center – a plataforma passa a mostrar os produtos que estão associados a esse país (não poderão ser efetuadas mudanças aqui após a criação da campanha).
  5. Definir qual a prioridade da campanha quando existem diversas campanhas Google Shopping para um determinado produto. Esta ação irá permitir escolher que campanha e respetivo lance irá ser usada quando anúncios para este produto forem mostrados. Por defeito, a plataforma escolhe uma prioridade baixa.
  6. Indicar se queres filtrar o inventário a anunciar nesta campanha com base nos atributos de produto que indicaste no Google Merchant Center. Por defeito, a plataforma opta por não filtrar o inventário.
  7. Indicar se pretendes que a tua campanha inclua produtos vendidos em lojas locais, uma vez que a plataforma mostra, por defeito, produtos vendidos em websites. Caso queiras incluir produtos vendidos offline, deverás previamente submeter um Feed Produtos Locais no Google Merchant Center que, após ser aprovado, permitirá que filtres o inventário por canal.
  8. Indicar se pretendes que os anúncios apareçam nos websites dos parceiros Google. A plataforma irá indicar que sim, por defeito.
  9. Indicar os dispositivos nos quais pretendes que os teus anúncios apareçam. Por defeito, a plataforma indicará que os anúncios serão apresentados em todos os dispositivos.
  10. Estabelecer quais os locais nos quais pretendes mostrar anúncios, sendo necessário que consigas entregar os teus produtos nessas localizações e que essa possibilidade esteja indicada no Google Merchant Center.
  11. Selecionar o tipo de estratégia de lance pretendida, sendo apenas possível optar por CPC Manual, CPC Otimizado, Maximizar Cliques ou ROAS Alvo.
  12. Indicar não só o lance por defeito pretendido e o orçamento diário, como também o método de fornecimento e o horário dos anúncios.

Após a criação da campanha, entramos então na secção da criação dos grupos de anúncios:

  1. Escolher o nome do grupo de anúncio.
  2. Optar pelo tipo de grupo de anúncio que pretendem:
    1. Product Shopping Ads: Anúncios individuais para cada produto, que são criados automaticamente com base nos detalhes de produto que foram carregados no Google Merchant Center (existe um único lance para todos os produtos).
    2. Showcase Shopping Ads: Os produtos relacionados entre si são agrupados num só anúncio (esta opção exige completar passos extra). No fundo, após a criação do grupo de anúncio, serão ainda criados diversos grupos de produtos com base no atributo de produto que o anunciante escolheu previamente. Esta opção não está disponível para todas as contas.

 

Caso consigas e queiras optar pelos Showcase Shopping Ads, vais chegar agora à secção de criação dos grupos de produtos. Neste passo, é importante informar-te que os lances ao nível do grupo de produto têm em conta a média do histórico dos teus lances em produtos que estejam incluídos neste grupo de produto. Caso não tenham histórico, a plataforma irá recorrer ao histórico de outras empresas para produtos semelhantes.

Relativamente ao custo associado a este tipo de campanhas, os anunciantes terão de participar num leilão, sendo que será cobrado o montante mínimo necessário para que a posição do anúncio do anunciante seja superior à posição do anúncio do anunciante imediatamente abaixo. 

No entanto, o pagamento efetuado depende do tipo de anúncio criado:

  • Product Shopping Ads: São cobrados apenas quando alguém clica no anúncio.
  • Showcase Shopping Ads: São cobrados apenas quando alguém expande o anúncio para obter mais informação e depois clica no mesmo (se o anúncio for expandido, mas não for clicado, não será cobrado nenhum montante).

Por fim, dou-te uma dica para colocares em prática aquando da criação de campanhas Google Shopping

Combina anúncios Google Shopping com anúncios de texto! De facto, estudos realizados pela Google indicam que, ao encarar estes dois tipos de anúncio em simultâneo, as visitas ao website aumentam 90%, o número de pesquisas pela marca aumenta 75% e o número de compras aumenta 80%.

👉 Se estiveres interessado em aumentar as vendas do teu e-Commerce, inscreve-te já no meu Curso de Google Shopping

E que tal? Ficaste com vontade de experimentar o Google Shopping? Não é difícil e pode ser realmente interessante para o teu e-commerce. 😉 

Qualquer dúvida pendente, partilha nos comentários abaixo e eu procurarei responder! 

Até já,

Marco

Solicitar Orçamento

Procura um Consultor com vasta experiência na área do Marketing Digital, focado em alcançar objectivos e em aumentar o ROI dos seus Clientes? Não hesite:

Subscreva a newsletter!

    Siga este link para aceder a Política de Privacidade
No Comments

Comente

Mais artigos

Ver todos os artigos